28 janeiro 2007

Google e internet... Sinônimos!?

O Google está construindo data centers bizarros em vários lugares e comprando um alto volume de backbones de fibra óptica... e o que isso tem a ver com a gente? Bem, pode ser que isso seja a base de construção para que um dia a palavra internet seja (quase) a mesma coisa que Google.

O Google está construindo uma estrutura que pode se basear na seguinte estratégia: cada dia mais cresce a demanda por uma maior largura de banda. Hoje em dia, algo em torno de mais da metade de toda a banda da internet está sendo usada no tráfego da rede Bit Torrent, sendo esse tráfego basicamente de vídeo. Ainda mais, todo esse tráfego é gerado pela minoria dos usuários de internet (os "early adopters"), uma pequena porcentagem de toda a gigante massa de usuários de internet. Conclusão: uma pequena porcentagem dos usuário de internet consome mais da metade da banda mundial da internet! O que isso quer dizer? Imagine quando o resto dos usuários acordarem e resolverem baixar capítulos de novelas da globo, episódios de big brother ou qualquer outra coisa popular! Os provedores de internet não vão dar conta de toda essa demanda, e sabe quem vai ter estrutura para suportar essa demanda gigante? Nosso amigo Google.

Com isso, o Google vai passar de sua página inicial da internet para a internet em si. Isso porque hoje ele está construindo data centers bizarros localmente, ou seja, espalhados pelo mundo inteiro. Assim, um data center local desses poderá suprir a grande demanda de banda de modo local e distribuido, diferente da atual estrura centralizada das ISPs (nossas "portas" para a internet). Nesse cenário, tudo pela internet iria passar pelos data centers do Google, com o nosso amigo se confudindo com a própria internet. As ISPs para sobrevirem teriam que pagar por um proxy Google e então conseguiriam se manter no mercado. Ou seja... todo o tráfego mundial da internet teria que passar por um dos "Google Proxies".

Um cenário desse não está muito longe e nem é tão fictício. Empresas que poderiam competir com o Google nessa estratégia de "proxy global" seriam: Microsoft, AOL e Yahoo. A Microsoft tem outras coisas para se importar mais (talvez tenham ficado cego), e os outros dois simplesmente não tem dinheiro o bastante para competir.

Então quem pode com o Google? Agora entendo porque eles não fizeram, ou fizeram poucos upgrades no seu mecanismo de busca. Talvez o verdadeiro negócio que o Google esteja visionando não seja o mercado de busca (de onde vem mais de 90% de sua renda) e sim o negócio de proxy global da internet, traduzindo... Ser a internet!

Sabe aquela frase: "O Google quer dominar o mundo!". Ela pode (e deve) ser realmente verdade...


artigo baseado no post When Being a Verb is Not Enough: Google wants to be YOUR Internet.

open your eyes

07 janeiro 2007

Onde estão as novas empresas brasileiras?

Com certeza temos mentes brilhantes nas nossas faculdades, ainda mais nas universidades top do Brasil. Universidades como USP, ITA, IME, UNICAMP UFSCAR (entre outras) formam centenas de engenheiros e geeks da computação por ano. Para ondem vão esses super profissionais?

Ainda temos o mesmo sonho que nossos pais, se formar e conseguir um emprego numa grande empresa que possa nos sustentar pelo resto da vida. É por essse e por outros motivos que nosso país não vai para frente.

Só sabemos criticar os EUA e citar todos seus defeitos. Deveríamos também saber identificar suas qualidades, por exemplo: "Por que os Estados Unidos é uma nação tão desenvolvida?". Acredito que uma das razões seja o espírito empreendedor que faz parte da cultura deles (você conhece aquela história de vender limonada quando pequeno...).

Os nosso melhores cérebros sonham em trabalhar para uma grande empresa e não em criar sua grande empresa. Por que? Diversos motivos. Eu acredito que um deles seja pura falta de informação.

A web inteira está na nossa frente mas não sabemos tirar proveito dela. Hoje temos o google que nos trás resultados bastante relevantes, mas será que não há um modo de trazer resultados ainda mais relevantes? Tem gente que acredita que sim! E tem gente investindo MUITO nisso. Basta dar uma olhada em In search of a new Google in Silicon Valley e no próprio Powerset.

Para encerrrar, eu queria colocar três links do blog do Paul Graham que é um blog que ando lendo bastante. Para quem também acha que abrir a própria empresa pode ser uma escolha melhor para você, para o país e para todos que o rodeiam, eu aconselho ler o conteúdo desses três links que vou mandar.

Hiring is Obsolete

A student's guide to startups

Why startups condense in america

open your eyes

 
Fork me on GitHub